‘Torn’, sucesso de Natalie Imbruglia nos anos 1990, ganha paródia sobre coronavírus feita por cantora de Hong Kong
Inspiração

‘Torn’, sucesso de Natalie Imbruglia nos anos 1990, ganha paródia sobre coronavírus feita por cantora de Hong Kong

O ano é 1997 e Natalie Imbruglia, cantora australiana, estoura na música pop com seu primeiro single, “Torn”. A faixa, uma cover de uma cantora dinamarquesa, se torna um fenômeno — e é lembrada até hoje como um dos maiores hits dos anos 1990. Corta para 23 anos depois, em 2020. O novo coronavírus assusta a comunidade internacional por conta de uma epidemia de pneumonia originária na China. O tema é notícia em jornais do mundo inteiro e países adotam medidas de segurança sanitária para evitar que a doença se alastre. “O que as duas coisas têm a ver?”, você pergunta. A cantora e atriz Kathy Mak é a resposta.

Partindo do princípio de que “rir é o melhor remédio”, a artista fez uma paródia de “Torn” com o tema coronavírus. O resultado viralizou no YouTube e, de fato, provocou muitas gargalhadas em quem o assistiu. “Na época do Sars, eu era apenas uma criança. Não sabia nada, não me importava com o vírus se alastrando. Mas agora eu estou pirando, ok? Eu esterilizo, eu higienizo tudo. Minhas mãos estão secas”, canta em um de seus versos.

O refrão em inglês “I’m all out of faith / This is how I feel, I’m cold and I am shamed / Lying naked on the floor” virou “How do I use the lift / How do I get to the door / I hold on to my bags / ’Cause all the germs fall to the floor” (“Como eu chamo o elevador? Como eu seguro a porta? Eu me agarro às minhas bolsas porque todos os germes caem no chão”, em tradução livre).

A performance da música aconteceu em um evento realizado em um bar de Hong Kong para promover a arrecadação de fundos para as queimadas na Austrália. Kathy Mak passou a vida inteira dividida entre a região administrada pelo governo chinês e a Nova Zelândia.

“Para ser honesta, eu tinha a sensação de que isso iria viralizar. Eu me assegurei de que haveria um bom vídeo da performance para ter mais chances dele ser compartilhado”, contou Kathy, em entrevista ao “South China Morning Post”. Ela disse, ainda, que levou alguns dias trabalhando na música e que, a princípio, a ideia era fazer a paródia em cima de uma música mais animada e otimista. Foi quando apareceu “Torn”, a “escolha perfeita”.

“Normalmente, eu trabalho de casa, então a epidemia do vírus não alterou muito o curso da minha vida. Mas, emocionalmente falando, isso tem sido um pouco triste e é muito difícil ver as notícias todos os dias", disse. "Eu pensei: ‘se eu estou me sentindo assim, outras pessoas também estão. Então achei que a música seria uma forma engraçada de enxergar a situação”, concluiu.

Esta não é a única música já feita com o tema “coronavírus”. No mesmo dia em que Kathy publicou seu vídeo no YouTube, um rapper dominicano chamado Yofrangel lançou a faixa “Corona Vírus”.

Mais de 75 mil casos de infecção pelo novo coronavírus já foram confirmados no mundo, tendo ocasionado por volta de duas mil mortes. Apesar do medo que ronda o tema, entre a maioria dos casos confirmados, cerca de 80%, têm sintomas leves, sem desenvolver pneumonia ou com pneumonia branda. As informações são da Organização Mundial de Saúde.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest