Tributo a Black Sabbath reúne orquestra e vocalista de Ugly Kid Joe, que já 'foi' Ozzy por três dias
Entretenimento

Tributo a Black Sabbath reúne orquestra e vocalista de Ugly Kid Joe, que já 'foi' Ozzy por três dias

O vocalista é um “one-hit wonder” revelado no começo da década de 1990. O repertório é de clássicos da banda que inventou o heavy metal. E o acompanhamento fica a cargo de uma orquestra de 35 músicos. A combinação é inusitada, mas já deu certo e vai acontecer novamente em dezembro: Whitfield Crane, cantor da banda Ugly Kid Joe, se apresentará na Austrália em um concerto-tributo ao Black Sabbath, dividindo o palco com a Philarmonia Australia Orchestra.

O evento, uma homenagem ao 71º aniversário de Ozzy Osbourne, ocupará o Melbourne Palais Theatre em 3 de dezembro e o Darling Harbour Theater de Sidney no dia 7 do mesmo mês.

O Ugly Kid Joe foi sucesso mundial em 1992 com a pesada e divertida “Everything About You”, que chegou ao Top 10 da Billboard. O disco de estreia, “America’s Least Wanted” ainda trazia outro hit, “Cat’s Cradle”, e vendeu 600 mil cópias. A popularidade chegou ao Brasil, onde o grupo californiano se apresentou no festival Hollywood Rock de 1994. Mesmo com o sucesso, a encarnação original durou pouco, dissolvida em 1997. O vocalista Crane ainda teve passagem pelos grupos Medication e Another Animal durante a década de 2000; em 2010, topou reformar o Ugly Kid Joe, que desde então já lançou um EP e um álbum.

A ligação entre Crane e o Black Sabbath remonta à fase de maior sucesso do UKJ. A banda abriu alguns shows para Ozzy Osbourne em 1992 e, no ano seguinte, gravou uma canção do BS (“N.I.B”) para o disco-tributo “Nativity in Black”. Em 1999, o cantor serviu como substituto de Ozzy nos ensaios para a turnê que reuniu, depois de anos, a formação original do Sabbath. “Eles estavam se preparando para os shows, e Ozzy não queria ensaiar – não queria ter que passar todo o repertório e depois cantar tudo de novo diante do público”, lembra Crane. “Eu estava em Birmingham e eles estavam ensaiando e gravando lá, e um dia deixaram um recado no meu hotel: ‘Precisamos da sua ajuda’. E eu fui lá e cantei por três dias com o Black Sabbath, com todo o equipamento, o volume máximo, usando o mesmo microfone do Ozzy... foi uma viagem.”

Whitfield Crane já substituiu Ozzy em ensaios do Black Sabbath
Whitfield Crane já substituiu Ozzy em ensaios do Black Sabbath

Os shows orquestrais na Austrália fazem parte do projeto Orchestra of Doom, especializado em releituras sinfônicas de clássicos do rock pesado. Crane já se apresentou em um dos concertos, em Verona (Itália), cantando um repertório baseado nos sucessos do Black Sabbath (com os hits da carreira de Crane como bônus).

O regente dos concertos é o italiano Andrea Battistoni, jovem revelação do mundo erudito. “Como é tocar com uma orquestra? É apavorante”, diz Crane. “A energia é incrível, realmente desperta as pessoas. Não temos amplificadores Marshall; é só uma orquestra de 35 músicos em uma coisa bonita, que flui pelo ar.” Antes dessas apresentações, o cantor embarca em setembro para sua primeira turnê solo, relembrando músicas de todas as fases da carreira.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest