‘Turning The Tables’: série da NPR celebra Billie Holiday, Ella Fitzgerald, Bessie Smith e outras cinco mulheres que ‘inventaram a música americana’
Entretenimento

‘Turning The Tables’: série da NPR celebra Billie Holiday, Ella Fitzgerald, Bessie Smith e outras cinco mulheres que ‘inventaram a música americana’

A série "Turning The Tables", produzida pela NPR Music, vai inaugurar sua terceira temporada com um tema para lá de bacana. O projeto vai contar a história de oito mulheres que foram fundamentais para a formação da música popular americana — seja no blues, no jazz, no gospel, no R&B ou no country — como ela existe hoje: Bessie Smith (1894-1937), Maybelle Carter (1909-1978), Billie Holiday (1915-1959), Marian Anderson (1927-1993), Ella Fitzgerald (1917-1996), Mary Lou Williams (1910-1981), Celia Cruz (1925-2003) e Rosetta Tharpe (1915-1973).

"A temporada é dedicada a reorientar o cânone de histórias e vozes que foram negligenciadas, marginalizadas ou escondidas do público em geral. O objetivo é tornar livre a música de mulheres e de outras pessoas que não se encaixam no paradigma dominante de homens héteros brancos e colocá-las no centro da mesa", escreve Ann Powers, criadora do projeto ao lado de Jill Sternheimer.

Entre as oito notáveis há espaço para uma cubana, Celia Cruz, influente na porção latina que ocupou e encantou os Estados Unidos no século XX. Também foram incluídos talentos reconhecidos em meios mais restritos: o da contralto Marian Anderson, legendária entre os fãs do canto lírico; Maybelle Carter, cuja fama fica diluída entre os integrantes da Carter Family, formação pioneira na country music; o da pianista e arranjadora Mary Lou Williams, pouco lembrada fora dos círculos jazzísticos, e o de Rosetta Tharpe, que só no século XXI passou a ser citada com o devido peso entre os pioneiros do rock.

Ella Fitzgerald está entre as oito cantoras selecionadas pela NPR / Foto: Getty Images
Ella Fitzgerald está entre as oito cantoras selecionadas pela NPR / Foto: Getty Images

A ideia é mergulhar no imaginário coletivo americano e colocar holofotes sobre essas personagens que marcaram a história da música, mas que não tiveram o reconhecimento à altura de sua arte. As reportagens começam a ser divulgadas no dia 5 de agosto, com um especial sobre Bessie Smith, nome fundamental do blues, sucesso nos anos 1920 e 1930. Nas semanas seguintes, cada um dos nomes escolhidos terá sua história contada. O material vai mostrar como essas mulheres viveram suas épocas e como a suas obras influenciaram a música.

“Estas mulheres estão em selos, receberam homenagens em estátuas e placas, além de exposições em museus, e em inúmeros tributos gravados e concertos. Mas a história é escorregadia, agora mais do que nunca. Ella Fitzgerald já foi uma presença onipresente na vida dos americanos, agora ela raramente é invocada além dos círculos de jazz. Billie Holiday continua sendo um fantasma onipresente, mas, como biógrafos como Farah Jasmine Griffin apontaram, sua imagem foi moldada em formas que têm pouco a ver com sua face real e musical. Rosetta Tharpe retornou à consciência pública na última década graças ao trabalho de sua biógrafa, Gayle Wald, e sua recente indicação ao ‘Hall of Fame’; mas poucos fãs de música atuais sabem mais do que o mínimo sobre ela”, diz Ann. “A história é um ecossistema. Precisa ser nutrida e protegida”, completa.

A cantora cubana-americana Celia Cruz / Foto: Getty Images
A cantora cubana-americana Celia Cruz / Foto: Getty Images

Conheça um pouco mais sobre cada uma delas:

Bessie Smith

Considerada uma das maiores cantoras de sua época, nos anos 1920 e 1930, Bessie Smith ficou conhecida como "a imperatriz do blues" e se tornou uma influência para os artistas de jazz que vieram depois dela.Estrela fundamental.

Maybelle Carter

A "mãe" do clã Carter, Maybelle fazia parte do conjunto Carter Family, um dos primeiros grupos de country rural dos EUA. O talento com a auto-harpa, a guitarra e o banjo fez de Maybelle parte fundamental da banda, cuja sonoridade tem muito do trabalho de Maybelle, mãe de June Carter (Cash), parceira e mulher do legendário Johnny Cash.

Billie Holiday

Eleanora Fagan se tornou conhecida como Billie Holiday. O nome veio de uma atriz que ela admirava, Billie Dove, e o sobrenome, do pai. A voz forte e o estilo inspirou e inspira artistas do jazz e estrelas do pop até hoje. Em 1972, sua vida virou filme em "O Ocaso de uma Estrela", em que foi interpretada por Diana Ross.Um mito cultuado com a devida importância.

Marian Anderson

Entre os anos de 1925 e 1965, Marian Anderson se apresentou nos maiores palcos da música no mundo. Com a voz vibrante de contralto, se destacou como uma estrela de concertos e chegou a fazer um show histórico no Lincoln Memorial, em Washington, em 1939, para 75 mil pessoas.

Ella Fitzgerald

Quem é rainha nunca perde a majestade. Ella Fitzgerald e sua voz nunca deixaram de ser emblemáticas. A cantora fez parcerias memoráveis com Louis Armstrong e Duke Ellington, como "Cheek To Cheek" e "Dream a Little Dream of Me".

Mary Lou Williams

Mary Lou Williams aprendeu a tocar piano sozinha aos três anos de idade. Na cidade de Pittsburgh, onde morava, se tornou conhecida como a pequena menina do piano. Depois de chegar ao estrelato, se tornou conhecida como pianista, arranjadora e compositora, tendo escrito para Duke Ellington e Benny Goodman, além de ser amiga de estrelas como Miles Davis e Charlie Parker.

Celia Cruz

Não é exagero dizer que Celia Cruz foi a maior estrela da música latina no século XX. Com carisma e talento únicos, a cantora cubana se tornou conhecida internacionalmente como a rainha da salsa e dos ritmos latinos. Celia ficou conhecida também pela expressão “azúcar!” (açúcar, em espanhol), que se tornou sua marca pessoal.

Rosetta Tharpe

Rosetta Tharpe se destacou nos anos 1930 por conta de suas interpretações de músicas gospel. Logo, a cantora e compositora se tornou uma das primeiras artistas do gênero a agradar o público de R&B e rock, o que lhe rendeu o título de "a madrinha do rock n' roll".

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest