Voice In: primeiro grupo a capella a tocar no Rock in Rio se conheceu pela internet
Rock in Rio 2019

Voice In: primeiro grupo a capella a tocar no Rock in Rio se conheceu pela internet

Felipe Andrade estava acostumado a cantar em grupos vocais na igreja quando decidiu investir em um projeto a capella que abraçasse a música pop. O conjunto que se transformou no Voice In começou a tomar forma em 2013, quando ele encontrou Luiz Kramer em uma matéria de jornal. A notícia contava a história do jovem jogador de basquete que havia se tornado beatboxer. No ano seguinte, foi a vez de Felipe e Luiz acharem Rafael Strey em uma plataforma online para encontrar músicos. Ariane Wink se juntou ao trio em 2015, como mezzo soprano, após ser descoberta em um vídeo no YouTube. Débora Neto foi a última da formação atual a se juntar ao grupo, que, mesmo com pouco tempo de estrada, se destacou o suficiente para ser convidado a se apresentar em todos os dias no Rock in Rio 2019.

"A gente estava cada um na sua casa quando a nossa empresária mandou mensagem no grupo falando que tinha uma notícia para dar para a gente, mas que ela só iria dar quando todos estivessem online", relembra Ariane, uma das responsáveis pelos arranjos do conjunto. "O Rafa, ansioso, começou a ligar para os outros, falando para eles entrarem no WhatsApp. Quando todos estavam online, ela perguntou o que a gente achava de tocar no Planeta Atlântida. A gente já enlouqueceu porque, dias antes, estávamos falando disso. Nisso ela diz: 'que bom, mas vocês não vão. Vocês vão cantar no Rock in Rio'. A gente pirou", diz.

Em um primeiro momento, o grupo até achou que o convite não iria sair do papel. "A gente não contou para ninguém. Vai que a gente fala e não vai?" Mas era tudo verdade. Na edição deste ano, o Voice In se tornou o primeiro grupo a capella a cantar no Rock in Rio. Eles se apresentam todos os dias no Rock District.

Os ensaios já começaram. Para as apresentações na Cidade do Rock, eles procuraram adaptar o repertório, majoritariamente pop. "A gente tem acrescentado coisas novas para o festival. Tem bastante Queen, George Michael, Beatles, Elton John, Imagine Dragons e Iza", conta Débora, ex-participante do programa "Ídolos".

No YouTube, o grupo já acumula milhões de visualizações. O vídeo mais assistido até hoje é um medley de músicas de Anitta, publicado em setembro de 2016. Na época, a cantora chegou a compartilhar a performance em suas redes sociais.

Voice In é o primeiro grupo acapella a se apresentar no Rock in Rio / Foto: Divulgação
Voice In é o primeiro grupo acapella a se apresentar no Rock in Rio / Foto: Divulgação

"A gente conhece a voz de cada um aqui há anos. Então a gente pega o tom, o andamento da música, e vai construindo o arranjo conforme a voz de cada um, conforme a técnica de cada um, conforme o que a gente sabe que cada um consegue fazer com a sua voz", conta Felipe, sobre o processo criativo. Depois disso, cada um estuda a sua voz em casa e os cinco se reúnem para gravar. "É como se o arranjador fizesse um esboço e os cinco juntos fazem a pintura final", completa.

Fazer um trabalho autoral é ideia para depois do Rock in Rio. "A música a capella é algo muito novo no Brasil ainda. Talvez fosse um desperdício lançar algo novo porque as pessoas não entendem do que se trata ainda. O Rock in Rio vai nos ajudar a ampliar isso", finaliza Ariane.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest