Woodstock: de Jimi Hendrix a Janis Joplin, saiba quanto os músicos ganharam de cachê
Entretenimento

Woodstock: de Jimi Hendrix a Janis Joplin, saiba quanto os músicos ganharam de cachê

Um dos organizadores da primeira edição do Woodstock, Michael Lang, revelou quanto alguns dos músicos que tocaram no evento receberam de cachê. As cifras, se comparadas com as dos dias atuais, são modestas — mesmo com o ajuste de inflação da época. Por exemplo, o mais bem pago da lista, o guitarrista Jimi Hendrix, ganhou US$ 18 mil (relativo a cerca de US$ 125 mil atualmente) por sua lendária apresentação, que durou quase duas horas.

Só para ter uma ideia: em 2016, o festival Coachella reuniu os astros Axl Rose e Slash, do Guns N' Roses, em uma apresentação histórica, uma vez que os então ex-parceiros de banda não tocavam juntos desde 1993. Por cada show, o grupo teria recebido cerca de US$ 3 milhões.

A cantora Janis Joplin foi a sexta artista mais bem paga do Woodstock, que aconteceu entre 15 e 18 de agosto de 1969. Ela recebeu US$ 7.500 pela apresentação. Mas a mulher com o maior cachê no Woodstock não foi ela, mas sim Joan Baez (US$ 10 mil, ou US$ 69 mil, ajustados para a inflação de hoje). Ah, e os caras do Who ganharam US$ 6,250. A lista completa você vê abaixo:

Lista de pagamento de 31 artistas que tocaram no Festival de Woodstock na primeira edição, em 1969. O mais bem pago do evento foi Jimi Hendrix, que recebeu US$ 18 mil de cachê/Reprodução
Lista de pagamento de 31 artistas que tocaram no Festival de Woodstock na primeira edição, em 1969. O mais bem pago do evento foi Jimi Hendrix, que recebeu US$ 18 mil de cachê/Reprodução

Em entrevista ao jornal britânico "Telegraph", Michael disse que os organizadores "deram cachês maiores do que a média" da época pois queriam "estabelecer a realidade do festival" que estavam prestes a criar. "Combinamos de pagar US$ 15 mil para cada headliner. Mas Jimi Hendrix queria muito mais: cerca de US$ 50 mil", contou ele.

Apesar de ser um dos festivais mais reconhecidos e míticos da história da música, a organização do Woodstock foi algo que remonta ao desastre do Fyre Festival nos dias atuais (leia mais sobre o festival aqui). A principal diferença entre o evento de 2017 para o de 1969 é que o festival pioneiro se tornou um sucesso — mesmo com todos os problemas, envolvendo a mudança tardia do local, a falta de preparação para receber mais de 100 mil pessoas em um fazenda numa pequena vila no interior do estado de Nova York e a quantidade de hippies que não paravam de chegar de todos os cantos. Até por isso, em determinado momento, não conseguiram dar conta de construir cercas em torno de Woodstock e a galera começou a entrar de graça.

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest